Um parceiro completo

Um parceiro completo

A Wiser tem em seu DNA atender necessidades de Tecnologia e Business Intelligence, a fim de agregar valor e potencializar resultados.

Inteligência comprovada

Inteligência comprovada

Somos um time de especialistas com larga experiência em todos os segmentos. Nosso objetivo é unir este conhecimento com as ferramentas e tecnologias corretas.

Tecnologia como Serviço

Tecnologia como Serviço

Possuímos um vasto portfólio em diversos segmentos, incluindo condução em Projetos de T.I., mão de obra especializada, Consultoria, Automação e Robotização, Soluções de Hardware e Software em geral.

NOSSOS PILARES

Promovemos soluções em diversas áreas de tecnologia, dividas em 5 pilares, para auxiliar de forma direta na gestão do ambiente tecnológico e na criação de valor e crescimento de nossos clientes.

CONHEÇA NOSSO PORTFÓLIO

POR QUE A WISER?

CONFIANÇA É A BASE DE TUDO

Time de Especialistas

Temos especialistas em diferentes áreas: infraestrutura, ciência de dados, segurança da informação e muito mais. Nosso time é completo!

Atendimento Personalizado

Sabemos que cada caso é um caso, por isso nos preocupamos em customizar cada atendimento e entrega.

Segurança é o nosso lema

Com alto padrão de segurança em nossas soluções, levamos a sério a proteção da sua empresa e suas informações

Consultorias de alto nível

Parceiros de verdade! Queremos te passar confiança, com garantia de que estamos levando sua empresa a um novo patamar.

Produtividade multiplicada

Sabemos quão importante é a agilidade para os negócios. Por isso, nosso desafio é melhorar sua capacidade produtiva.

Resultados notáveis

Sem resultados significativos, nada importa. Queremos ser lembrados por uma parceria que gerou inteligência e transformação.

CLIENTES

CONHEÇA QUEM CONFIA NA WISER

FICOU INTERESSADO?

SOLICITE UMA PROPOSTA

Estamos ansiosos para conhecer sua empresa e seus desafios! Através da tecnologia, vamos ajudar seu negócio a conquistar mais inteligência, produtividade e segurança.

QUERO UMA PROPOSTA

PARCEIROS

TRABALHAMOS COM OS MELHORES

BLOG

ACOMPANHE NOSSAS NOVIDADES

5 passos para implementar a análise de dados na sua empresa

Para obter uma análise de dados eficiente, empresas investem em profissionais especialistas para fazer uma leitura assertiva de dados, ter insights, agir de forma inteligente e alcançar numerosos resultados organizacionais.

Cada vez mais, empresas têm visto o quão necessário é ter uma análise de dados, já que permite uma visão estratégica de mercado, atingindo tanto o público-alvo como a concorrência, ao ajudar a conhecer as necessidades dos clientes, a controlar processos - possibilitando visualizar melhor aqueles que precisam parar ou recomeçar -, e a tomar decisões. Os resultados significativos podem ser captados em vendas B2B, na área comercial, no atendimento ao cliente, em ações de marketing, no financeiro da organização, na produtividade da equipe, em áreas de produção e logística, além de outros setores organizacionais. Empresas que se orientam a dados são capazes de crescer 30% ao ano, conforme o relatório Insights-Driven Businesses Set The Pace For Global Growth, da Forrester.

 O que é cultura de dados?

A cultura de dados pode ser vista como um comportamento organizacional capaz de incentivar toda a empresa e fazer com que ela possa valorizar e entender a real necessidade de se obter a prática de análise de dados. Antes de implantar qualquer tecnologia que auxilie na leitura de dados, é necessário implantar, em cada colaborador, a crença nos dados e apresentar o quão efetivos são os seus resultados. Pense comigo: Como eles irão adotar uma nova sistemática dentro de uma empresa sem conhecê-la a fundo a sua real eficácia? Os dados são base para tudo e essa ideia deve estar integrada na mentalidade da equipe e na identidade da organização. Uma empresa que possui uma cultura de dados implantada deverá criar uma estratégia coerente com o objetivo proposto e, ainda, dispor de uma infraestrutura para coletar, analisar e monitorar os dados. A partir disso, poderá usufruir de benefícios como a segurança operacional, o aumento do desempenho, a agilidade de integração e mais qualidade de dados, dentre muitos outros.

Porque é importante implementar uma cultura de dados na sua empresa?

Investir nessa prática possibilita que empresas possam realizar uma análise de dados mais precisa, agregando maior valor comercial, escalabilidade e qualidade. Constantemente, a tecnologia sofre grandes mudanças que interferem diretamente nos dados, pois cada movimento que os usuários realizam dentro acaba por gerar um considerável volume de dados. E já que sua empresa tem uma grande possibilidade de sucesso nas mãos, por que não usá-la de forma inteligente e ao seu favor? Se um profissional trabalhar da maneira correta com esses dados disponíveis, sua empresa poderá alavancar resultados, melhorando o atendimento ao cliente e a forma de oferecer produtos e serviços, além de conseguir visualizar processos de forma mais clara e identificar possíveis erros.  

Benefícios da implantação

Dentre as vantagens, a implantação de uma cultura de dados organizacional possibilita que empresas:
  • Realizem uma análise de dados assertiva;
  • Tomem decisões mais rapidamente;
  • Tenham uma visão ampla e estrategista;
  • Aumentem a produtividade interna;
  • Reduzam a probabilidade de riscos e gastos desnecessários;
  • Gerem insights estratégicos;
  • Possuam transparência nos processos operacionais;
  • Identifiquem oportunidades e tendências;
  • Otimizem processos;
  • Consigam gerar valor aos serviços e produtos.
 

 Passo a passo para implantação de uma cultura de dados

1. Trabalhe o mindset de dados Como já falamos anteriormente: todo colaborador, de todos os setores organizacionais, precisa ter a mente orientada à dados. No artigo passado, nós falamos sobre uma das etapas do Business Intelligence (BI), o compartilhamento. É nessa parte, em que as informações são compartilhadas para toda a empresa.  E é isso que tornamos a falar aqui. Os gestores não podem tomar decisões sozinhos, toda a organização precisa estar a par da situação para que se tenha um entendimento coletivo do que foi apresentado e das iniciativas que irão ser tomadas. 2. Comece do menor para o maior Vá com calma e comece das menores atividades, principalmente se o trabalho com dados ainda é novo dentro da organização. Mergulhe no universo dos dados aquelas atividades mais curtinhas, pois elas auxiliarão na curva de aprendizagem da sua equipe. Desse modo, se tornará possível adentrar no mundo dos dados de forma prática, inteligente e assertiva. 3. Promova a intersetorialidade O mindset de dados é necessário! Não limite a possibilidade de entendimento dos dados organizacionais apenas ao setor de Tecnologia da Informação (TI). Promover a intersetorialidade significa integrar equipes e aumentar o estabelecimento dessa nova política que a empresa está propondo: a de dados. A intersetorialidade também promove um contato direto entre colaboradores e possibilita a melhoria no desempenho das atividades, bem como o aumento de aprendizados deles. 4. Deixe os dados disponíveis a todos Utilize uma linguagem e formas de visualização de fácil compreensão para que todas as áreas possam entender aquelas informações que estão apresentadas nos relatórios, gráficos e dashboards. Manter os dados acessíveis, com uma linguagem ampla e fácil, facilita a aprendizagem de toda a organização, acelerando a adoção da cultura e a entrega dos resultados propostos pela análise de dados. 5. Invista em infraestrutura Invista nas melhores consultorias, nas melhores ferramentas e nos melhores profissionais! Implementar uma cultura de dados não é uma despesa, é um investimento que dará resultados de sucesso para a organização se for aplicada da maneira correta. E se você quer investir de forma assertiva e inteligente, converse conosco. A Wiser Tecnologia é um parceiro completo, com inteligência comprovada e profissionais com know-how estratégico que podem engrenar o seu negócio.

Seja uma empresa orientada a dados!

Dados são a promessa do futuro, não há dúvidas! Os dados, você já tem, mas o que queremos é que você saiba usá-los de forma inteligente para transformá-los em informações estratégicas e decisivas para empresas.

O primeiro passo a se fazer antes de implementar uma cultura de dados é buscar conhecer essa sistemática. E por isso, contar com uma empresa especializada nessa metodologia é essencial para iniciar a adoção com o pé direito. Com uma análise de dados feita da forma certa, empresas conseguem obter um panorama geral, rico em detalhes, de todos os processos organizacionais. A partir disso, será possível tomar as decisões certeiras e investir em ações necessárias que levarão os melhores resultados para o seu negócio. Então, se liga no passo a passo: Agende uma reunião com a Wiser Tecnologia para conhecer melhor o nosso serviço, implemente uma cultura de dados, inicie a análise de dados e alavanque seus processos organizacionais.   


Por: Bruna Ramos

VER MAIS

Business Intelligence: Entenda como sua empresa pode se beneficiar

Imagine um gestor que tem um mundo de relatórios para ler e planejamentos para criar, mas não sabe por onde começar. Chato, né? A situação se tornará delicada tanto para esse profissional quanto para sua equipe e atingirá toda a organização. Saber para onde ir é um grande desafio para aqueles que não conhecem as vantagens do Business Intelligence (BI). 

O BI é uma inteligência de negócios que engloba processos, métodos, técnicas e teorias para coletar dados específicos e transformá-los em informações estratégicas e estruturadas para que gestores possam fazer uma leitura assertiva dos negócios da empresa. A partir disso, esses profissionais conseguem ter uma visão ampla de todas as atividades operacionais. É vasto o mundo de possibilidades que o Business Intelligence proporciona para as empresas. As informações coletadas e monitoradas a partir do BI deixam à mostra todos detalhes de cada processo, podendo auxiliar:
  • Na tomada de decisão rápida e assertiva;
  • No aumento da produtividade;
  • Na redução de riscos e erros operacionais;
  • Na vantagem competitividade;
  • No aumento da lucratividade;
  • Em um melhor gerenciamento de negócios.
 

E como funciona o processo de BI? Para que grandes ou pequenas empresas possam usufruir das vantagens do Business Intelligence, é necessário a implementação correta de cada etapa do processo que envolve essa tecnologia. As informações precisam ser exatas e estar bem organizadas para que o profissional possa efetuar uma leitura dos dados com mais clareza, podendo alcançar os objetivos propostos pelo BI.

  • Coleta
É o processo inicial e primordial. Aqui, o profissional consegue obter uma visão mais abrangente de tudo o que está acontecendo no âmbito organizacional para coletar e analisar os dados essenciais. A partir disso, aspectos chaves são apresentados com mais assertividade, como a produtividade da equipe, as oportunidades que devem ser aproveitadas, entre outros.
  • Análise
Após a organização e a coleta na etapa anterior, aqui as informações coletadas são reunidas, analisadas e classificadas para que possam ser visualizadas. A apresentação desses dados prontos pode acontecer com o auxílio de relatórios, gráficos ou dashboards.
  • Compartilhamento
Nessa etapa, todos os dados são compartilhados com outros setores da organização a fim de realizar o diagnóstico situacional da empresa. Assim, juntos, os gestores poderão analisar, debater e ter um compilado de informações para identificar pontos que precisam de melhoria, construir estratégias e gerar insights.
  • Monitoramento
O monitoramento é a fase de tomar decisões baseadas nos dados que foram analisados nas etapas anteriores e monitorar seus resultados. Essa parte do processo é essencial já que pode revelar problemas ocultos, facilitar a correção e dar mais clareza aos resultados.  

Em quais áreas de uma empresa o BI pode ser implantado? Uma empresa que não atua com o Business Intelligence entra no jogo da concorrência às cegas, pois não conseguirá visualizar oportunidades por trás das próprias informações. Já com o BI, os gestores começarão a conhecer os dados da empresa de A a Z e terão muito mais clareza nos processos. Essa tecnologia de coleta, análise e monitoramento de dados pode ser implantada em empresas de pequeno, médio ou grande porte, e que desejam obter um negócio inteligente com um direcionamento mais efetivo para evitar erros operacionais, prejuízos e facilitar a tomada de decisões estratégicas. O Business Intelligence pode ser implantado para melhorar:

  • Vendas B2B;
  • A contabilidade das empresas;
  • O e-commerce;
  • O atendimento ao cliente;
  • A recuperação de crédito;
  • A oferta de produtos e serviços mais procurados;
  • O entendimento do comportamento e necessidades do cliente.
Empresas como Avon, Microsoft, Fiat, Amazon e Netflix utilizam o BI para obter mais assertividade nos negócios. Aqui na Wiser, podemos destacar a Nacional Gás e o Ceará Express como nossos clientes nesse segmento.  

Motivos para sua empresa investir no Business Intelligence Como já falamos anteriormente, o BI é uma ferramenta que auxilia gestores no entendimento de aspectos organizacionais específicos, influenciando em tomadas de decisão assertivas e inteligentes, deixando o achismo de lado. Você tem um mundo de motivos para implementar Business Intelligence nos negócios!

  • Tomada de decisão
Ter informações essenciais à mesa é estrategicamente importante para que gestores possam ter uma visão ampla dos negócios e usar isso ao favor, propondo soluções mais rapidamente e tomando decisões com mais facilidade e exatidão.
  • Vantagem competitiva no mercado
Toda a expertise do Business Intelligence proporciona mais assertividade na tomada de decisões, que ao serem definidas de acordo com a necessidade atual do mercado, possibilita que a organização saia à frente da concorrência.
  • Melhoria nos processos internos
O BI favorece o ambiente organizacional o tornando mais produtivo ao aprimorar as condições de trabalho, facilitando processos e proporcionando mais rendimento nas atividades.
  • Prevenção de falhas
Já pensou em prever um erro antes de ele acontecer? Com o Business Intelligence é possível! Por meio dessa ciência, gestores possuem previsibilidade de negócios, monitorando falhas e gargalos que, às vezes, passam despercebidos e oferecem risco causando erros nos processos.
  • Aumento da lucratividade
Atrelado à melhoria nos processos internos, à prevenção de falhas e vantagem competitiva no mercado, o BI possibilita que a empresa tenha uma maior lucratividade já que a organização conseguirá obter êxito nos resultados.  

De olho na tendência: Storytelling nos dados

A visualização de dados leva gestores a tomar novos rumos e possibilitar que toda a organização siga em viagem direto ao sucesso com grandes resultados. Com o auxílio de gráficos, tabelas ou dashboards, as informações podem ser passadas para equipes de uma forma menos complexa, e até, podendo apresentar os conhecimentos de uma forma simples e mais precisa.

A apresentação de dados de uma forma mais atraente e interativa fará com que a etapa de compartilhamento gere mais insights e mais interatividade com os outros setores, deixando a reunião mais organizada e acessível. O Business Intelligence aumenta as possibilidades de sucesso da sua empresa, mas para isso, a sua organização necessita de profissionais especializados, infraestrutura adequada e das melhores ferramentas do mercado, como as que nós trabalhamos aqui na Wiser Tecnologia. E por isso, sua empresa pode contar com a gente, pois nós temos tudo que você precisa:  Equipe especializada, experiente e ferramentas adequadas à necessidade do cliente para proporcionar os melhores resultados organizacionais! Agende uma reunião conosco para entender como o BI pode alavancar seus resultados. 


Por: Bruna Ramos

VER MAIS

Definição e alcance de metas: 3 orientações que você precisa conhecer

Definição e alcance de metas: são palavras que podem assustar alguns tipos de vendedores, principalmente os iniciantes, sabe por quê? Porque esse assunto está dentro das coisas que mais geram briga em um departamento de vendas. 

Gestor definindo metas Vamos lá! As organizações, obviamente, sempre querem atingir (e ultrapassar) metas de acordo com as suas demandas e necessidades de crescimento de capital; de visibilidade no mercado e expansão da equipe. No entanto, em paralelo a isso, existem os vendedores que precisam (e querem) de metas mais palpáveis e fáceis de se trabalhar, afinal, na maioria das vezes, as comissões e bônus que eles ganham, dependem do atingimento dessas mesmas metas.  Com isso, se cria um cabo de guerra entre empresas e colaboradores, onde cada um deseja, apesar das diferentes finalidades, alcançar o mesmo objetivo: o de atingir metas. Para evitar que a relação de ambos fique desgastada, o ideal é procurar manter esse cabo de guerra saudável e temperante. Sim, é possível. Mas, como?  Na maioria das vezes, a comunicação entre empresa e vendedor acaba virando uma discussão por causa da priorização apenas dos interesses empresariais, o que causa uma queima de energia e uma desestimulação em ambas as partes, desestabilizando o clima organizacional.  Sabemos que metas não batidas são uma chateação para toda a empresa, que imaginou que alcançaria um bom resultado comercial, mas não conseguiu. E, também, para vendedores que chegam a pensar que nunca vão conseguir os resultados de vendas almejados pela gestão. A partir de agora, você descobrirá conosco três fatores que ajudam na definição de metas e métricas a ponto de torná-las um incentivo a toda equipe e fazer com que contribuam para que a empresa tenha uma energia positiva.     1. Transferir a meta da cabeça para o papel não é o suficiente.  Optar pelo “achismo” não é a tática ideal para traçar metas efetivas porque gestores precisam ter um embasamento em pesquisas e históricos que possam demonstrar aquilo que, realmente, pode ser considerado como uma meta possível de alcançar um bom resultado em um período de tempo justo para ambas as partes - vendedores e empresa.  O problema das metas que são retiradas da cabeça é que elas costumam estar preocupadas apenas na necessidade da empresa em obter os tão sonhados resultados. E, não consideram outros fatores que podem influenciar negativamente esse feito, como a quantidade de capacidade e o know-how que a equipe obtém em alcançar essas metas de forma efetiva.  Por isso, a primeira dica é analisar os dados históricos para criar um plano de crescimento mais acessível e sustentável, e possuir resultados contínuos. O crescimento exponencial nas organizações não acontece por acaso pois ele vem de pequenos implementos sequenciais inseridos, de forma consistente e firme. E quando essa sequência de pequenos crescimentos acontece, causa o que chamamos de “cotovelo de crescimento”, que possui, de fato, o comportamento de crescimento acelerado em um gráfico.    2. Criar metas intermediárias, além de metas finais.  Ter crescimento no alcance de metas não significa que a organização deve crescer somente nos resultados. Para que a gestão e o time de vendas cumpram o objetivo final, é importante que todos conheçam quais os elementos utilizados que possibilitaram a formação desse objetivo. É aquilo que falamos no artigo anterior (inserir hiperlink aqui).  Descobrir as quantidades é essencial! Procurar saber quantas propostas a mais devem ser inseridas, quantos clientes são necessários qualificar e quantos canais de venda adicionais são precisos congregar. Devem ser criadas metas e métricas intermediárias para que todo o processo de vendas possa ter um acompanhamento mais efetivo e com isso seja possível obter mais energia e preparação para o alcance dos resultados finais. Essas métricas e metas no meio do processo são extremamente importantes porque todos aqueles envolvidos no sistema comercial começam a perceber que o “botão de aumento de vendas” não funciona sozinho. Para, de fato, funcionar, ele precisa ser acionado em várias etapas diferentes e estratégicas. Dessa forma, será possível notar, nitidamente, um resultado eficiente nas vendas daquele time.    Gestor em reunião 3. Seja simples, transparente e comunique sempre.  Imagine que você foi designado para realizar uma função na qual você não conhece nada. Por onde você vai começar? A quem você poderá recorrer? Como você vai entregar o produto final se não sabe como chegar nele? É impossível trabalhar a favor de algo que você desconhece. E isso, infelizmente, acontece em muitos processos de vendas.  Existem planos de metas e métricas tão complicados de serem entendidos que o próprio vendedor não consegue compreender nada e começa a achar que não vai conseguir alcançar o resultado pretendido. Por isso, gestores devem ser o mais simples possíveis quando forem demonstrar o plano de metas e métricas para o time de vendedores. Assim, todos poderão entender o que precisam e como precisam trabalhar para melhorar o alcance dos objetivos organizacionais. Seja transparente deixando o planejamento e todo o alcance (números registrados ao longo do período) claros para todos. Apesar disso ser visto, para uns, como uma pressão da empresa nos colaboradores, é isso que fará com que sua equipe tenha ciência do status do processo e do que a gestão pretende obter, e ainda a manterá próxima de você. Com isso, eles poderão saber se estão melhorando ou não, sabendo ainda onde precisam melhorar e atuar juntos. Isso é uma questão de comunicação. Deixar os canais de comunicação claros com toda a empresa é imprescindível para demonstrar o que está dando certo e o que não está dando certo. Além disso, dar feedbacks constantes, realizar reuniões regularmente, gerar relatórios gerais ou individuais que mostram cada etapa do processo também ajuda as pessoas a compreenderem onde elas precisam se aperfeiçoar mais.   

Não lute pelas metas somente aos 45 minutos do segundo tempo

Não dará resultado! É trabalho em vão e estresse triplicado. Não adianta se preocupar em alcançar resultados já na reta final do mês, trimestre ou outro período de medição. Junto com as três orientações dadas acima, os gestores precisam estar munidos de gráficos, dashboards e relatórios desde o 1º dia do período de vendas. É a partir disso que eles terão a demonstração da direção que deve ser seguida e quais são as tendências apresentadas dentro daquele período. 

  Dessa forma será possível tomar decisões mais assertivas com base nos dados que a organização obteve desde o início daquele ciclo. O acompanhamento precisa ser realizado em cada etapa que está em andamento ou que já foi finalizada, independente se está situada no começo ou no meio do processo. Aqui, na Wiser, nós sempre gostamos de relembrar: gestores precisam ser Data Driven!  Eles precisam se basear na tomada de decisão e em todo o planejamento a partir de uma análise e coleta de informações por meio de números e ferramentas, como o Business Intelligence (BI). A Wiser Tecnologia pode fazer com que a sua  gestão, metas e métricas sejam estratégicas e que sua comunicação e transparência, de fato, aconteçam!  A partir disso, nós vamos impulsionar a geração de energia dentro do seu time de vendas, proporcionando maiores resultados finais! Fale com o nosso comercial e agende uma reunião para que possamos te explicar como tudo isso será possível. 


Por: Bruna Ramos

VER MAIS

NEWSLETTER

Novidades

Fique por dentro de tudo o que acontece no mundo da tecnologia e ciência de dados. Se inscreva para receber dicas e novidades.

WhatsApp Wiser Telegram Wiser